segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Onde está o Capitão Planeta na igreja?

     Estava em um culto estes dias quando me deparei com um pastor que insistentemente berrava: TERRA!!! Ô TERRA!!!... Fiquei pensando nisso. Fui orar no monte e de repente escuto alguém gritar: TERRA!!! Ô TERRA, ÊITA TERRA !!!
     Fiquei meio pensativo a este respeito, procurei uma base bíblica, conversei com alguns pastores amigos meus e enfim acredito que achei a resposta! Estava lá a todo tempo!!! Assistindo a TV Futura pela manhã com meu filho começa o desenho, Capitão Planeta. Matei a charada. Eles falavam terra, outro pregador dizia olha o fogo, olha o fogo, outro soprava dizendo ser o vento do "Espírito Santo", e outro jogava água em todo mundo... Estava quase completo: Terra, fogo, vento, água! faltava coração! Isso coração! Quem sabe amor! Faltava exatamente isto, não apareceu ninguém falando disso. Quem sabe o capitão planeta iria aparecer.
   Obs: Não façam trocadilhos entre capitão planeta e Jesus, não é sobre isto que me refiro. Me refiro aos besteiróis que temos ouvido em nossas igrejas. Deus abençoe.
     Segue o vídeo para que você tire suas dúvidas

domingo, 22 de agosto de 2010

Cansei...

Estou cansado!
Ricardo Gondim

Cansei! Entendo que o mundo evangélico não admite que um pastor confesse o seu cansaço. Conheço as várias passagens da Bíblia que prometem restaurar os trôpegos. Compreendo que o profeta Isaías ensina que Deus restaura as forças do que não tem nenhum vigor. Também estou informado de que Jesus dá alívio para os cansados. Por isso, já me preparo para as censuras dos que se escandalizarem com a minha confissão e me considerarem um derrotista. Contudo, não consigo dissimular: eu me acho exausto.

Não, não me afadiguei com Deus ou com minha vocação. Continuo entusiasmado pelo que faço; amo o meu Deus, bem como minha família e amigos. Permaneço esperançoso. Minha fadiga nasce de outras fontes.

Canso com o discurso repetitivo e absurdo dos que mercadejam a Palavra de Deus. Já não agüento mais que se usem versículos tirados do Antigo Testamento e que se aplicavam a Israel para vender ilusões aos que lotam as igrejas em busca de alívio. Essa possibilidade mágica de reverter uma realidade cruel me deixa arrasado porque sei que é uma propaganda enganosa. Cansei com os programas de rádio em que os pastores não anunciam mais os conteúdos do evangelho; gastam o tempo alardeando as virtudes de suas próprias instituições. Causa tédio tomar conhecimento das infinitas campanhas e correntes de oração; todas visando exclusivamente encher os seus templos. Considero os amuletos evangélicos horríveis. Cansei de ter de explicar que há uma diferença brutal entre a fé bíblica e as crendices supersticiosas.

Canso com a leitura simplista que algumas correntes evangélicas fazem da realidade. Sinto-me triste quando percebo que a injustiça social é vista como uma conspiração satânica, e não como fruto de uma construção social perversa. Não consideram os séculos de preconceitos nem que existe uma economia perversa privilegiando as elites há séculos. Não agüento mais cultos de amarrar demônios ou de desfazer as maldições que pairam sobre o Brasil e o mundo.

Canso com a repetição enfadonha das teologias sem criatividade nem riqueza poética. Sinto pena dos teólogos que se contentam em reproduzir o que outros escreveram há séculos. Presos às molduras de suas escolas teológicas, não conseguem admitir que haja outros ângulos de leitura das Escrituras. Convivem com uma teologia pronta. Não enxergam sua pobreza porque acreditam que basta aprofundarem um conhecimento “científico” da Bíblia e desvendarão os mistérios de Deus. A aridez fundamentalista exaure as minhas forças.