Carnaval 2011

   Você conhece a história do carnaval?
   Que significado tem para nós cristãos?
   Um dos textos mais lidos em nosso blog este ano foi: Máscaras... Evangélicos usam? Em virtude disso decidi publicar um texto que encontrei no blog: "O cristão e a cultura", para que você seja edificado.
   Segue o texto:


   "A palavra carnaval deriva da expressão latina carne levare, que significa abstenção da carne. Este termo começou a circular por volta dos séculos XI e XII para designar a véspera da quarta-feira de cinzas, dia em que se inicia a exigência da abstenção de carne. Assim sendo, passou a significar a despedida da carne. Este significado indicava que no carnaval o consumo de carne era considerado lícito pela última vez antes dos dias do jejum quaresmal.



   Historiadores vinculam a sua procedência às festas populares em honra aos deuses pagãos Baco e Saturno. Em Roma, realizavam-se comemorações em homenagem a Baco. Os famosos bacanais eram festas acompanhadas de muito vinho e orgias, e também caracterizadas pela alegria descabida, eliminação da repressão e da censura e liberdade de atitudes críticas e eróticas.


   À luz das Escrituras o carnaval é uma festa pagã que celebra as paixões carnais. Muitos, por ignorância, não vêem problema algum por se tratar apenas de uma “festa cultural”. Todavia um exame criterioso indicará que o carnaval está associado à desordem, às drogas e à imoralidade (entre outras coisas que embora lícitas, não convém). No carnaval só há uma regra: É proibido proibir! Os antropólogos consideram-no "rito de inversão", momento em que valores e hierarquias são contravertidos. Dicionários registram que a palavra "carnaval" significa confusão, desordem, orgia, inconseqüência e irresponsabilidade.


   O Brasil é mundialmente conhecido como o "País do Carnaval". Muitos se orgulham disso. É lamentável que essa "festa carnal" seja definida como cultural, uma espécie de identidade nacional. Para nós, os cristãos, a tristeza é ainda maior, porque sabemos que essa festa deriva da homenagem a um falso deus, Baco, patrono da orgia, da embriaguês, dos excessos da carne, cujas conseqüências são sempre danosas.

   A Palavra de Deus diz que "os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito, para as coisas do Espírito. Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz". (Rm. 8.5-6)".

http://judiclay.blogspot.com/2009/02/carnaval-festa-da-carne.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

As portas do Inferno não prevalecerão contra a Igreja

A "noiva" está doente às vésperas do casamento!!!!

Escravo da Orelha furada